top of page
  • Foto do escritorKauan Peruna

Como a Física pode nos ajudar a entender a vida cotidiana?

Segundo o físico Richard Feynman, no livro “Lições de Física de Feynman” (traduzido do inglês, “The Feynman Lectures on Physics”), "A física é como o sexo: claro, pode dar alguns resultados práticos, mas não é por isso que o fazemos.". Esta citação nos leva a refletir sobre a importância da física em nossa vida cotidiana e como ela pode nos ajudar a compreender o mundo que nos rodeia.


No entanto,  muitas vezes encontramos problemas que, aparentemente, não têm relação com a Física. Por exemplo, como podemos entender por que um objeto cai? Ou como explicar por que um carro não consegue subir uma escada íngreme? Estas perguntas aparentemente simples podem ser compreendidas através dos princípios físicos .


Um dos problemas mais comuns que a Física pode nos ajudar a entender é o movimento de corpos. Através das Leis do Movimento de Newton, pode-se entender por que um objeto cai. A força da gravidade atua sobre o objeto, puxando-o em direção ao centro da Terra. Esta força é maior do que qualquer outra força que possa ser exercida sobre o objeto, como resistência do ar, por exemplo, fazendo-o cair.


Para resolver estes problemas, é necessário aplicar os princípios da Física de uma forma prática. Por exemplo, para entender que um carro não pode subir uma colina tão íngreme, deve-se considerar a força de atrito entre os pneus e a estrada, a resistência do motor e a inclinação do morro. Analisando esses fatores, é possível determinar se o carro tem energia suficiente para superar a resistência e subir o morro.


No entanto, temos que compreender que a Física também apresenta uma série de desafios e problemas. Dentre eles, cita-se a complexidade dos fenômenos estudados. Muitas vezes, os sistemas físicos são compostos por uma infinidade de variáveis interdependentes, o que dificulta a análise e compreensão completa do comportamento desses sistemas.


Além disso, a Ciência em questão também enfrenta o desafio de lidar com fenômenos que ocorrem em escalas extremamente pequenas ou grandes. Por exemplo, a Física Quântica lida com o comportamento das partículas subatômicas, onde as leis da Física Clássica não se aplicam. Já a Física Cosmológica estuda o universo em sua escala mais ampla, levando em consideração a expansão do espaço e a formação de galáxias.


Uma possível solução para esses problemas é o uso de modelos matemáticos e simulações computacionais. Através dessas ferramentas, os profissionais especialistas podem simplificar os sistemas complexos e estudar seu comportamento de forma mais precisa. Além disso, a utilização de modelos matemáticos permite a previsão de fenômenos ainda não observados, possibilitando avanços científicos e tecnológicos.


Por que os jovens brasileiros não percebem a Física no seu cotidiano?


De acordo com o autor John Green, no livro "A Culpa é das Estrelas", Hazel Grace Lancaster, a protagonista, afirma que "a Física é como uma linguagem universal que descreve o funcionamento do mundo". Essa citação propõe uma reflexão acerca da importância desta Ciência na vida dos jovens e como ela está presente em diversas situações do cotidiano dos mesmos.


A metodologia de ensino nas escolas brasileiras desempenha um papel crucial na formação do interesse dos alunos pela Física. Porém, muitas vezes, a abordagem tradicional, focada apenas em teorias abstratas e fórmulas complexas, podem afastar os estudantes, isto ocorre por conta que estas teorias têm a predominância Matemática, ocasionando a dificuldade dos estudantes ao visualizarem e relacionarem os princípios aprendidos com situações do mundo real. A falta desta aplicação prática imediata pode diminuir o interesse dos estudantes por tais conteúdos. Para cativar o interesse, é essencial adotar métodos mais práticos e contextualizados, relacionando os conceitos físicos ao cotidiano dos jovens.


Para inserirmos a Física na vida dos jovens de forma didática pode envolver a realização de experimentos práticos, uso de tecnologias interativas e aplicação de conceitos em situações do dia a dia. Promover debates sobre as aplicações práticas no mundo real, como em esportes, tecnologia e sustentabilidade, também pode despertar o interesse dos estudantes.


A partir disso, temos a insigne capacidade de entender que a  Física desempenha um papel crucial em ajudar os jovens a compreender o mundo ao seu redor. Ao estudar as leis fundamentais da natureza, os jovens têm a oportunidade de adquirir uma compreensão mais profunda dos fenômenos físicos que moldam a nossa vida cotidiana. Este conhecimento pode ajudá-los a tomar decisões informadas e a apreciar melhor o mundo em que vivem. Além disso, a Física tem a plena capacidade de desenvolver nos jovens as competências de pensamento crítico, capacidade de resolução de problemas e um sentido de curiosidade sobre o mundo. 


bottom of page