top of page
  • Foto do escritorJulia Puppi

A Química na Revelação Fotográfica

A revelação de fotos é um processo muito mais químico do que se imagina. Aqueles quartos escuros de filmes, com luz baixa, normalmente vermelha, varal de fotos, bandejas com algum líquido que ninguém sabe ao certo o que é… bem, tudo isso tem uma explicação: Química. Pura e simplesmente Química.

O processo de revelação de fotos tem como objetivo transformar a imagem do filme fotográfico em uma foto (imagem visível). Os filmes possuem sais de prata (cloreto de prata, AgCl, brometo de prata, AgBr, …). Tais compostos, quando expostos à luz, sofrem redução (ganho de elétrons e diminuição no NOX) e escurecem. Isso porque, a prata, após a incidência luminosa, recebe a coloração preta e o nome de prata metálica finamente dividida. Como consequência, a foto torna-se visível através do contraste entre a prata escurecida e o restante da foto. Pode-se dizer, então, que o processo de revelação é um processo fotoquímico por oxirredução equacionado por:



, sendo X pertencente ao grupo dos halogênios.



A revelação de fotos acontece em 5 etapas:


1. Revelação

No primeiro processo é utilizado o revelador (composto químico alcalino, normalmente metol, (C7H10NO)2SO4, ou hidroquinona, C6H6O2), responsável por causar a oxirredução, que conclui a transformação dos haletos de prata para prata metálica finamente dividida.


2. Interrupção

Na segunda parte, utiliza-se um produto químico capaz de interromper o processo primário. Tal composto deve se tratar de um ácido para ser capaz de neutralizar o efeito básico do revelador. Normalmente o ácido utilizado é o vinagre ou ácido cítrico. A interrupção é necessária pois, caso contrário, o revelador continuaria escurecendo a foto até que estivesse totalmente preta.


3. Fixação

Nesta etapa o objetivo é tornar os sais de prata que não reagiram solúveis em água. Isso porque, se a prata restante continuar na foto, com o tempo e exposição à luz, pode se decompor e manchar a imagem visível. Para tanto, utiliza-se um fixador a base de tiossulfato de sódio, capaz de transformar os cristais de prata em resíduos solúveis em água.


4. Lavagem

Como o próprio nome já diz, agora as fotos passam pela água corrente por alguns minutos. Assim, retira-se os resíduos químicos restantes. Tal processo se dá por difusão: os compostos químicos migram do meio saturado para a água (meio insaturado) buscando alcançar o equilíbrio químico. A lavagem permite uma fotografia durável e de boa qualidade.


5. Secagem

Por fim, a fotografia é posta nos varais para que seque naturalmente. Para aumentar a rapidez do processo, há também a opção de inserir a foto em uma estufa a até 40 graus célsius.



Um pouco de História…

Antes da invenção do registro de imagens, muito se sabia a respeito de sua formação. A criação de imagens era inspirada na caixa escura de orifício, na qual há uma caixa preta com apenas um furo que permite a entrada de luz, transmitida pelo objeto a ser refletido. A imagem desse objeto era refletida de forma invertida na parede como evidência do processo de propagação retilínea da luz.



Esse princípio da caixa escura de orifício, além de servir como base para a criação das primeiras câmeras fotográficas, pode ser visto em diferentes ramos da ciência. Na Biologia, por exemplo, estuda-se o comportamento do olho humano levando em consideração os experimentos da caixa escura. Neste caso, a caixa seria o globo ocular, enquanto o orifício seria a íris. Já a imagem é projetada na retina, de forma invertida, e o cérebro “desinverte” para que se possa enxergar normalmente.



Sabia-se, então, como produzir uma imagem, mas como registrá-la? Foi em 1827 que Joseph Niépce, um cientista francês, descobriu um material sensível à luz (neste caso, à luz do Sol) e o utilizou para registrar a primeira fotografia. O primeiro fotógrafo do mundo expôs ao Sol uma placa de estanho (Sn) coberta de betume que estava inserida dentro de uma câmara escura por mais de 8 horas. Eis, por fim, a primeira fotografia do mundo:



Referências:


LOJA DIMAGEM. Confira como funciona o processo de revelação de fotos. Disponível em: http://lojadigimagem.com.br/confira-como-funciona-o-processo-de-revelacao-de-fotos-em-processo-quimico/ . Acesso em: 6 jul 2022.


UOL. Pioneira: a primeira fotografia tirada na história. Disponível em: https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/almanaque/qual-e-primeira-fotografia-ja-tirada.phtml . Acesso em: 6 jul 2022.


1 Comment


Cleisson Ribeiro
Cleisson Ribeiro
Feb 12, 2023

Fantastico

Like
bottom of page