top of page
  • Eduardo Prachedes

De Humano para Máquina

Resumo

O texto trata da evolução dos computadores, desde suas origens até sua presença atual, destacando a importância da compreensão dos processos de programação. Explora temas como organização de um computador, interação homem-máquina, linguagens de programação e algoritmos, oferecendo uma visão concisa sobre o funcionamento dos computadores e a importância da programação. Portanto, compreender essas interações é essencial para expandir o potencial dos computadores e criar soluções inovadoras.



Palavras-chave: Programação, Computador, Inteligência Artificial, Algoritmos 


Figura 1


Introdução

Desde as contribuições pioneiras de Alan Turing com sua “Máquina de Turing” ou John Von Neumann com a “Arquitetura Von Neumann”, os computadores surgiram décadas atrás e com o tempo foram evoluindo cada vez mais. Atualmente, é quase impossível encontrar alguém que não tenha um computador por escolha própria; as telas estão cada vez mais presentes em nossas vidas e moldando nossas relações sociais.


Plataformas como Facebook, Instagram, X (Twitter), iFood, Netflix, todas essas aplicações tiveram impacto no estilo de vida urbano em todos os países. Essas aplicações transformaram como a sociedade se comunica, consome conteúdo e interage com o mundo ao seu redor. Redes sociais como Facebook e Instagram facilitaram a conexão entre indivíduos de diferentes partes do mundo, permitindo a troca instantânea de informações e a formação de comunidades online.


Mesmo tudo isso sendo tão presente na vida dos indivíduos, poucas pessoas buscam entender o que acontece por trás desses sistemas. Ninguém se pergunta como o Facebook Shops sabe exatamente o que te recomendar e te induzir ao consumo, ninguém se pergunta do porquê da Netflix ser chamada de plataforma de streaming e como ela foi criada para atender a IOS, Android, PC e Televisões.

Sempre há uma resposta em comum para esses questionamentos quando surgem e sempre é: “Isso tudo é algoritmo”. Sendo que isso não responde a nada, é apenas uma forma de se conformar com todo o mundo de programação oculto aos olhos de pessoas leigas. Por isso, o texto a seguir tentará, brevemente e pouco técnica, explicar como ocorre o diálogo entre homem e máquina durante o processo de programação.


Como computadores funcionam


Primeiro, é importante considerar que computador não se trata somente de um PC (Personal Computer). Ele pode ser definido da seguinte forma:


“Equipamento de característica eletrônica capaz de executar etapas de trabalho, como receber, armazenar, processar de maneira lógica e/ou aritmética dados, tendo como objetivo principal a capacidade de resolver problemas baseados em soluções algorítmicas.”


Algoritmos: Lógica para desenvolvimento de programação de computadores


Figura 2


Portanto, um computador pode ser qualquer dispositivo que opera com base nesses processos fundamentais de entrada e saída de dados, tais como celulares, tablets, PCs, televisores e leitores digitais como o Kindle. Para aprofundar a compreensão da interação entre usuário e dispositivo, é necessário examinar mais detidamente a estrutura de um computador.


A Organização de um Computador


A organização de um computador visa processar tanto operações lógicas como aritméticas. Desta forma, um conjunto de etapas devem estar interligadas para o sistema funcionar.


Normalmente, essas etapas geralmente se iniciam com a entrada de dados efetuada pelo usuário (teclado, mouse, touchs), esses dados inseridos podem ser armazenados na memória secundária (HD) ou processados de imediato pela memória RAM. A sequência é concluída com a saída de dados, em que a resposta do sistema é exibida ao usuário por meio de interfaces como telas ou arquivos.


Em outras palavras, todas as etapas são programadas para serem seguidas com fim da realização de operações com uma resposta no final. Por exemplo, quando ocorre um click em um arquivo, essa entrada de dados é processada e a resposta visual é a abertura do arquivo no dispositivo.


Unidades de Medida


O que muitas pessoas não fazem ideia é como o computador processa todas essas informações. Não é mágica. O processo se baseia numa combinação precisa completamente de dígitos binários (bits) com que “1” representa ativação e “0” desativação de um certo recurso ou circuito interno. Toda informação que está passando em um sistema agora está realizando esse ligamento e desligamento constante para que tudo funcione da forma certa. Essa é a forma que um computador se comunica entre seus componentes, por meio de vários “zeros” e “uns”.


Figura 3


O número binário é a menor quantidade de dado manipulada, sendo formada por um conjunto de 2 bits. Já o Byte é um conjunto de 8 bits(2⁸), possibilitando a definição de 256 símbolos distribuídos para caracteres numéricos, alfabéticos, de pontuação e gráficos, respeitando normalmente a tabela ASCII. Assim, para compreender a manipulação de dados em um computador, é importante entender a relação entre bits e bytes, conforme ilustrado na seguinte explicação:


“Tomando por base o valor numérico 2 referente à base de operação interna de um computador eletrônico (o bit) e elevando esse valor ao expoente 8 referente à quantidade de bits de um byte (28), obtém-se o valor de 256, sendo a quantidade máxima de caracteres que podem ser usados em um computador eletrônico como definido junto a tabela ASCII.”


Algoritmos: Lógica para desenvolvimento de programação de computadores


Figura 4


Portanto, o bit é a unidade que o computador usa para ligar e desligar seus circuitos para que tudo funcione em ordem desde a entrada de dados até a saída. Por outro lado, o Byte é um conjunto de bits que permite a representação de dados externos no computador, por exemplo, o número “2” na máquina se refere a um Byte (8 bits) de conteúdo. As unidades não param aqui, ainda existem KbyteMbyteGbyte, mas não é o foco no momento.


Interação Homem e Máquina


Como mencionado anteriormente, a máquina funciona por meio de números binários e com certeza uma combinação de “zeros” e “uns” não significam nada para nós, mas os computadores só entendem isso, então como funciona a relação entre programador e máquina? Isso só é possível devido um intermédio e esse intermediário é a linguagem de programação.


A linguagem de programação é fundamental para o computador poder funcionar, é a “conversa” entre um ser humano e o computador. Somente a partir dela é que o computador “entende” os comandos propostos por meio de instruções “humanizadas”.


De modo geral, existem dois tipos de linguagem de programação: as linguagens de baixo nível e as de alto nível. As linguagens de baixo nível possibilitam uma comunicação natural com a máquina, por exemplo, a linguagem Assembly.


Figura 5


Nesse sentido, as linguagens de alto nível possibilitam maior facilidade de comunicação com um computador pelo fato de serem expressas de maneira mais próxima à comunicação humana, pois se baseiam em palavras do idioma inglês, por exemplo, as clássicas C, JAVA, PYTHON, PASCAL.


Figura 6


Portanto, a linguagem de programação permite com que as instruções feitas por um ser humano sejam interpretadas e realizadas pela máquina, podendo ser uma linguagem mais próxima à da máquina, dessa forma, com menor capacidade de compreensão (linguagens de baixo nível) ou uma linguagem mais próxima à humana, sendo assim, mais entendível(linguagens de alto nível).


Algoritmos


Para finalizar, é hora de aplicar os conceitos de funcionamento do sistema e linguagem de programação, isso é feito por meio de algoritmos.


“Algoritmos são conjuntos de passos finitos e organizados que, quando executados, resolvem determinado problema”


Algoritmos: Lógica para desenvolvimento de programação de computadores


Figura 7


Algoritmos são tudo aquilo que seguem um determinado número de passos para chegar a uma resolução. A simples ação de assar pão é um algoritmo, é um processo sistemático, o mesmo acontece no computador. Por meio da lógica de programação é possível ditar passos para o computador seguir e dar uma saída considerando os dados de entrada, como calcular 2+2, ou escrever o nome de alguém.



Conclusão


Com tudo, dado essas informações, é possível agora entender que o funcionamento de um computador se dá pela entrada de dados processada por algoritmos por meio da interação feita por uma linguagem de programação. Essa é a desse intermédio, sem ela é impossível que o homem crie aplicações interativas precisamente em um dispositivo, sem ela não há a conversa entre duas naturezas diferentes, não há a tradução de dados externos e não há, em nenhuma hipótese, computadores.








REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:


[1] Manzano, José. (2019). Algoritmos: Lógica para desenvolvimento de programação de computadores. Editora Érica.



Comments


bottom of page